sábado, 26 de setembro de 2015


Não há ciência ou teoria que explique certos sentimentos, como: amor, união, amizade pura, forte e verdadeira, apenas sentimos. Não importa o quando estamos perto ou longe, o que importa é a presença sendo notada e mostrarmos que queremos sempre o melhor para o outro - mesmo que tudo aponte para que os elos se quebrem, por culpa das adversidades que a vida impõe. Insistimos e persistimos, nunca abandonamos, poderemos até xingar, dar uma "sacudida" no outro e relacionar com a realidade, mas jamais para romper laços ou aniquilar os sonhos alheios e sim para que outro acorde para a vida. Provar que estamos juntos para o que der e vier. E assim, com o passar do tempo, criam-se laços ainda mais fortes, praticamente inquebráveis. A afinidade será tanta, que acabaremos por completarmos pensamentos um do outro e, bastará nos olharmos sem ao menos dizermos palavra alguma e nos comunicarmos, como por telepatia. E pensaremos como um só.
Cada ser é único - verdade -, mas não são inteiros e só serão através dos sentimentos de união (amor e amizade), que completarão a sua essência fazendo transbordar toda a beleza que existe no interior.
Peter Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário