sábado, 26 de setembro de 2015

Cansei de insistir em histórias tortas, em tormentos que só machucam a alma e em amor não recíproco, prefiro me abster de problemas e esperar a vida com toda chama, força, criatividade e leveza me convidar para dançar. Estou farto de maus bocados e já não tenho tempo para gerenciar o que não me trará sorrisos. Eu sou da paz e é nela que eu quero mergulhar inteiramente. 
Infinitamente, preservarei minha identidade e ficará comigo somente quem aceita minha verdade, minhas virtudes e fragilidades. Ninguém é obrigado a conviver com dúvidas, eu quero a felicidade como certeza absoluta do meu coração.

[ E que seja eu agora, mais do que o motivo, a emoção de ser verdadeiramente todos os anseios e profundidade do meu ser ].

( Vitor Ávila )

Nenhum comentário:

Postar um comentário