domingo, 10 de março de 2013

AO AMIGO QUE PERDI

O Tempo passa,
a saudade fica
daquele olhar amigo,
que sem saber como, perdi!
Já não tenho o seu ombro,
para poder descansar.
E até mesmo o seu rosto,
aos poucos,
o tempo teima em apagar.
Almofada mais fofa,
ainda não encontrei!
Quero correr para ti,
mas o vento levou-te,
para onde,
eu não sei...
(Linda P.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário