sexta-feira, 14 de julho de 2017

Quem nunca enfrentou um perrengue na vida?!?! Contar a grana para passar o mês, fazer um plano no qual nada dá certo e ter que recomeçar tudo de novo, um chefe chato, um corte de cabelo errado, um namoro equivocado. No momento do sufoco parece que o tempo não passa... Depois lembramos daquelas confusões como lições e até com ótimas gargalhadas!!! Quem não passa por apuros não aprende a flexibilizar, a ter jogo de cintura e se recriar. Torna-se chato, autocentrado e engessado. Perrengue dos bons nos apresenta amigos incríveis, deixa clara a nossa pequenez diante da vida e acima de tudo nos ensina a rir de nós mesmos. Afinal... Quem disse que só os outros "merecem" enfrentar dificuldades? Por vezes teremos que mudar de rota, reprogramar o trajeto, quem sabe até sair pela a janela... Mas qual sentido teriam as nossas vidas sem as nossas histórias? *Lígia Guerra*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É, eu tive que cair na real. Por mais que eu quisesse viver todos aqueles sonhos malucos ao teu lado, eu tive que cair na real. Mesmo sem e...