segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

"Aos que buscam o extraordinário, não o encontrarão em mim. Ele nunca me fascinou. Eu me encanto com as simplicidades dos dias, quando um pássaro cruza meu caminho ou o sol se põe como que conversando comigo. Pequena que sou, as coisas grandes da vida pra mim são aquelas que passam despercebidas, feitas para olhos delicados e corações atenciosos. O cheiro de chuva molhando o chão, o barulho de um sorriso de criança, a brisa que nos toca com mãos de seda. Um amor correspondido, uma amizade que resiste ao tempo. Isso é o que me deslumbra. É o que faz a minha alma suspirar. Sou espírito de poucas necessidades".
Rachel Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É, eu tive que cair na real. Por mais que eu quisesse viver todos aqueles sonhos malucos ao teu lado, eu tive que cair na real. Mesmo sem e...