sexta-feira, 21 de setembro de 2012

BOM DIA


 
Hoje fui acordada por uma algazarra de passarinhos!
Parecia tão irreal, passarinhos cantando numa janela do décimo quinto andar de um prédio
no meio de São Paulo que achei que era sonho.
 
Acho que os passarinhos resistem em ser passarinhos para que nós insistamos em ser mais humanos.
É comovente ouvir seu canto a despeito do ruído, da poluição, da ausência de galhos e beirais.
Lá estavam eles, miúdos, frágeis, inquietos, pequenos heróis enfrentando a rispidez da cidade,
nossos ouvidos ensurdecidos, nossa pressa, nossa anestesia.
 
É incrível o esforço dos passarinhos que se amontoam em fios elétricos, sob marquises úmidas,
nas frestas do concreto e em espaços inóspitos fazem ninhos, põem ovos.
Como também é fascinante ver os ipês, as cássias, os manacás e as quaresmeiras florescer todo ano,
a despeito da péssima qualidade do ar e dos sufocantes canteiros de cimento.
 
Existe uma lição muito simples: podemos e devemos ser quem somos, fazer o que sabemos fazer,
exercer nossos talentos e cumprir nossos destinos, apesar da adversidade.
Existe uma natureza poderosa dentro de nós mesmos que nos impulsiona e quer se realizar
plenamente que não pode ser represada nem adiada.
Existe uma vocação para sermos felizes mesmo que estejamos distantes de casa ou do paraíso,
enfrentando dificuldades ou tendo que nos adaptar a novos cenários.
Existe um sim à vida sempre pronto dentro de nós porque há urgência e inexorabilidade no viver.
 
Somos evolutivos, somos criativos, somos flexíveis.
Somos corajosos, resistentes, sonhadores como as árvores e os passarinhos.
Nada é tão heróico e ao mesmo tempo tão natural quanto perseverar, resistir e tocar a vida.
 
Gostamos de ser, temos compromisso com a criação.
 
Vida é teimosia!
 
Pense nisso...
 
Muita paz!

Hilda Lucas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Nós iremos nos  reconhecer no  Céu.O amor que  vivemos nunca  vai morrer. Amor não morre. Amor se transforma. Amar é acreditar que o ...